Miss Independência!

 Olá meninas! A liberdade é um direito de todos, mas, nós devemos adiquirir esse  direito puco a pouco. Leia:






Miss Independência Conquistar liberdade é superimportante, mas fazer isso “no grito” coube apenas a Dom Pedro I. Você vai garantir a sua, aos poucos, e de um jeitinho muito melhor. Por Manoella Oliveira
Existe um ditado popular que diz “querer é poder”, enquanto outro defende que “regras foram feitas para serem seguidas”. Não dá para dizer que um é mais certo do que o outro nem mesmo que eles são opostos, mas às vezes, eles podem dar um nó na cabeça de muita gente. Isso acontece, por exemplo, quando você está querendo ir passear no shopping com suas amigas, sem nenhum adulto por perto, e ouve aquele “não” firme dos seus pais que vem como um balde de água fria. Afinal de contas: vale mais a sua vontade ou o que eles dizem?
É nessas horas que algumas mocinhas resolvem ter uma crise dos nervos e até desrespeitar os mais velhos. Guarde seus chiliques para seus ídolos favoritos. Quando o assunto for independência, é bom ir com calma e usar outras formas mais elegantes de conquistá-la. Você já parou para pensar que quanto mais mostrar responsabilidade por si mesma e pelas suas coisas mais seus familiares vão confiar em você?
Não espere ninguém mandar você cumprir com suas obrigações. Arrume seu quarto, alimente seu bicho de estimação e seja organizada com seu material escolar. Isso demonstra que você está crescendo, aprendendo a se cuidar e, o mais importante, assumindo suas responsabilidades.
Cada um no seu quadrado Para a psicanalista Alessandra Balaban, o processo de independência começa bem cedo, quando os bebês ganham seu próprio quarto. Mais tarde, dormir na casa de um amigo, por exemplo, é uma grande conquista, mas não precisa ser assim com todo mundo. “Na pré-adolescência esses movimentos se intensificam de acordo com as experiências dos pais e dos filhos. Existem pré-adolescentes que nunca dormiram fora de casa e outros que já ficam mais tempo longe dos pais desde a infância”, explica. Não existe uma receitinha que seja perfeita, um manual a ser seguido, porque cada família possui uma maneira muito particular de estabelecer limites.
Bom mesmo é poder conversar e entender o que pode, o que não pode e as razões para ser assim e não de outro jeito. Se você não concordar com o que foi estabelecido, tudo bem. Aproveite a chance para dizer o que você pensa da forma mais tranquila possível. Isso também vai ajudar seus pais a vê-la como uma menina mais madura. A melhor proposta será sempre a que vai surgir do diálogo entre você e eles. Não adianta achar que seus pais têm de tratá-la da mesma forma como acontece na casa da sua vizinha. No fundo, eles só querem protegê-la e essa é uma maneira muito bacana de demonstrar carinho.
->Dar satisfação, ir à escola sozinha e cuidar bem da sua mesada são algumas maneiras de provar que merece confiança.<-
Troca-troca Converse com seus pais numa boa. Comprometa-se a cuidar das suas tarefas e faça sugestões sobre o que acharia legal tentar fazer sem a ajuda deles, sem inventar maluquices, claro. Ter uma cópia da chave de casa e ir à escola sozinha, caso ela seja próxima de onde você mora, seu bairro seja seguro e não tenha ruas difíceis de atravessar, podem ser boas propostas.
Se você costuma estar junto dos pais o tempo todo, não se sinta insegura em se aventurar um pouquinho.
Vá devagar e confie. Será um desafio no mínimo interessante. Ser independente é legal, necessário e traz um tanto de vantagens, mas não se empolgue demais, pensando que, agora, tudo é permitido. “A independência obedece a algumas condições e isso acontece em qualquer idade”, ensina a psicanalista. Ter horários para voltar para casa, por exemplo, é uma maneira de mostrar que é possível ter liberdade, mas é também uma forma de dizer que ter independência não significa que não há regras, e essas regras existem para cuidar de você e não são apenas uma forma que seus pais desenvolveram para aborrecê-la! Pode acreditar!
FONTE:
http://www.atrevidinha.com.br/





Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Olá! Me chamo Esther Sampaio, tenho 14 anos e sou de Salvador/Bahia. Blogueira desde 2011, recentemente mudei o meu blogger Cantinho da Menina Cristã para o wordpress, com um nome mais pessoal. Nasci em lar cristão, sou apaixonada por livros e maquiagem desde pequena; não sou nada tímida, gosto de ajudar as pessoas. Quero cursar Psicologia e Design Gráfico. Se sintam a vontade para opinar aqui. Beijos!

%d blogueiros gostam disto: